As melhores proteínas ao melhor preço

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

As melhores proteínas ao melhor preço

Mensagem  Fernando Moreira em Dom Maio 24, 2009 12:46 am

Aquilo que mais pesa na nossa alimentação é o consumo desproporcionado de proteínas fornecidas por alimentos que são os mais caros do mercado.
Não é apenas na particular altura que atravessamos que costumo chamar a atenção para os benefícios de comer ovos. Se em época de crise há quem ache que é importante reduzir despesas, eu entendo que é importante saber sempre gerir o orçamento para não entrarmos em crise. Porque uma crise financeira pode muito bem levar a uma crise alimentar, logo, a uma crise na saúde.

Aquilo que mais pesa na nossa alimentação é o consumo desproporcionado de proteínas fornecidas por alimentos que são os mais caros do mercado. Na realidade, as carnes, peixe, moluscos e mariscos são mais dispendiosos do que qualquer outro alimento. Além de que, normalmente, se comem em quantidades excessivas, sobretudo as carnes. No entanto, os ovos, igualmente bons fornecedores proteicos, são incomparavelmente mais baratos. Talvez por isso não se lhes dê a devida importância. Ainda se associa a qualidade ao preço. Por isso a sopa e o pão são para os pobres, segundo muitas cabeças.

Os ovos possuem proteínas de elevada qualidade, diz-se com o mais elevado valor biológico, servindo de referência os outros alimentos. São, desde há muitos séculos, alimentos comuns na cozinha, e sobretudo em pastelaria. Como são fáceis de obter, foram, em tempos, alimentos importantes na dieta de pessoas com fracos recursos económicos. Hoje em dia, dado o acesso cada vez maior a alimentos de baixo custo, os ovos são cada vez mais esquecidos, pese embora a sua valorosa constituição nutricional. Em boa verdade, são os alimentos mais nutritivos que podemos comprar.

As proteínas do ovo são então as mais completas no que respeita à proporção e quantidade de aminoácidos essenciais, isto é, as que permitem ao organismo "fabricar" as suas próprias proteínas. Além disso, os ovos contêm uma gama variada de vitaminas do grupo B, sobretudo a B2 e a B12, vitamina A e vitamina D. Na sua constituição, encontramos também fósforo, cálcio, iodo, magnésio, zinco, selénio, ferro e sódio. Apesar do seu elevado teor em colesterol, cerca de 400 mg por 100 g que apenas existe na gema, têm baixo valor calórico e poucas gorduras saturadas, o que permite a sua utilização mesmo em dietas de pessoas com hipercolesterolemia (colesterol sanguíneo elevado). Segundo as mais recentes pesquisas o factor que mais responsabilidade tem na elevação do colesterol sanguíneo é, não tanto o teor de colesterol dos alimentos, mas a quantidade de gorduras saturadas que existem na sua constituição. Dito de outra forma, para excluir os ovos de uma dieta teria que proibir, também, a carne vermelha e os lacticínios.

A cor da casca reflecte a qualidade nutricional do ovo?

Ao contrário do que se pensa, a cor da casca depende apenas da raça da galinha e não faz adivinhar o valor nutritivo do ovo. Antigamente, a cor da gema poderia reflectir a qualidade do ovo uma vez que só as galinhas que se alimentavam de forma natural produziam ovos com a gema bem amarela. Hoje em dia, uma vez que se adicionam pigmentos sem qualquer valor nutricional às rações das galinhas de cativeiro, nem sempre é possível garantir que a cor da gema seja reflexo de uma maior riqueza nutritiva. Só quando são de produção caseira conhecida...

Porque se classificam os ovos?

A classificação dos ovos refere-se ao seu grau de frescura e modo de conservação (se são ou não refrigerados) e ao tamanho dos mesmos. Não ao seu valor nutricional.

Em jeito de conclusão

Consumidos com moderação (*) e, sobretudo, integrados numa dieta saudável que inclui poucas gorduras animais e trans, a quantidade adequada de produtos hortícolas e frutos, e desde que não se seja alérgico aos mesmos, os ovos podem e devem ser incluídos nas dietas de todos, sobretudo crianças (com mais de um ano), adolescentes e idosos, por serem fáceis de obter, nutritivos, de fácil e versátil preparação culinária e baratos.

(*) As pessoas saudáveis podem consumir até quatro ovos por semana, de preferência um de cada vez.
Assinado:
Fernando Moreira


_________________
“I can’t change the direction of the wind, but I can adjust my sails to always reach my destination.”
avatar
Fernando Moreira

Masculino Número de Mensagens : 241
Idade : 37
Localização : Luton, Bedfordshire
Emprego/lazer : Director de Restaurantes e Bares/Duty Manager
Data de inscrição : 19/02/2008

Ver perfil do usuário http://www.lutonhoo.co.uk/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum